Blog de um algarvio, nascido e criado em Olhão, orgulhoso da sua terra, adepto fervoroso do S.C.Olhanense, licenciado em Biologia pela Universidade do Algarve, e mestre em Biologia da Conservação pela Universidade de Évora.
publicado por Ventura | Domingo, 05 Abril , 2009, 23:59

1 - 0

Jogo no Estádio Carlos Osório, em Oliveira de Azeméis.
Árbitro: Jorge Sousa (Porto).
Assistência: cerca de 1.200 espectadores


U.D.OLIVEIRENSE 
Tó Ferreira, Bruno Sousa, Laranjeira, Banjai, Vítor, Magano (Artur, 80), Godinho, Luís Coentrão, Carlitos, Marcos António (Filipe Tavares, 85) e Sérgio Grilo (Vargas, 75).
Suplentes: Jorge Silva, Filipe Tavares, Armando, Vargas, Hélder, Artur e Diego.

 

S.C.OLHANENSE
Bruno Veríssimo, João Gonçalves, Marco Couto, Anselmo, Stephane (Messi, 63), Castro, Rui Baião, Rui Duarte, Toy (João Paulo, 71), Ukra (Guga, 71) e Djalmir.
Suplentes: Ricardo Ferreira, Messi, Seteven Vitória, André Carvalhas, Bruno Mestre, João Paulo e Guga.

 

Após uma longa série de bons resultados (cinco vitórias seguidas) para a equipa de Olhão, o S.C.Olhanense perdeu uma boa hipótese de subir mais um degrau na escadaria para a Liga Sagres. E devido a uma má decisão do árbitro.

Num jogo que contava para a 23ª jornada da Liga de Honra, esperava-se um S.C.Olhanense implacável, face a distância que separava as duas equipas (na altura 1º e 14º lugar da Liga Vitális separados por 22 pontos), viu-se uma U.D.Oliveirense atacante e ameaçadora.

A U.D.Oliveirense entrou melhor à primeira parte com um livre perigoso, de Laranjeira, logo no 1' obrigando o Bruno Veríssimo a uma defesa apertada. O S.C.Olhanense mostrou aos 6' perigo na área oliveirense, após uma perda de bola de Banjai com Djalmir a cabecear para as mãos de guardião Tó Ferreira.

Nos primeiros 15', o jogo teve um ritmo frenético, com as duas equipas a disporem de várias oportunidades (), mas acabou por arrefecer até ao final dos primeiros 45', e sem que o resultado se alterasse.

Na segunda parte foi a vez da turma de Olhão entrar melhor, mostrando duas situações de grande perigo aos 49' e aos 52' por João Gonçalves e Rui Duarte, respectivamente. Mas acabou por ser aos 58' que, após um canto de Vítor, Sérgio Grilo a não dar hipótese ao nosso aranha negra.

O S.C.Olhanense continuou a procurar o golo, e o mister Jorge Costa ainda arriscou com a entrada, de uma só vez, de Guga e João Paulo mas o resultado não se alterou até ao final dos 90'.

Não podemos deixar de referir o lance polémico do jogo, aos 87', quando João Paulo marca pela equipa de Olhão mas o árbitro da partida anulou a jogada justificando com uma falta (que não existiu) na pequena área.

Deste modo a U.D.Oliveirense subiu uma posição, afastando-se dos tão indesejados lugares de descida, enquanto o S.C.Olhanense mantém a 1ª posição, em igualdade de pontos com o Santa Clara que empatou em casa frente ao S.C.Covilhã.


mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15
18

19
20
21
24

26
29


arquivos
links
pesquisar neste blog
 
blogs SAPO